Primeiros Números

fevereiro 13, 2007 às 1:55 pm | Publicado em Noticias | Deixe um comentário

grafico2.gif

No período de 15 de janeiro a 15 de Fevereiro a Ouvidoria SEASDH recebeu em média 35 ligações/dia para o serviço “Ligue Idoso”; 421 ligações sobre o “Cheque Cidadão” e atendeu cerca de 120 cidadãos, na maioria com problemas relacionados a saúde. Foram recebidos pelo Ouvidor e equipe cerca de 17 representante de ONGs e orgãos governamentais do Rio e de cidades da região metropolitana. O tempo médio de espera do atendimento caiu de 15 dias(dezembro 2006) para 72 horas, no início de fevereiro.

Parcerias e contatos estabelecidos em Fevereiro

fevereiro 13, 2007 às 1:23 pm | Publicado em Noticias | Deixe um comentário

No mês de fevereiro a Ouvidoria/SEASDH recebeu representante da Revista Ocas, que trata da população de rua, CERCONVIDH –DDH e grupos contra homofobia, Estudantes de Harvard ligados aHuman Rights Wacht HRW – Washington/EUA; Núcleo Cidadania Solares/Itaboraí; FENAD-RJ- Federação Nacional de Estudantes de Administração; JUSTIÇA GLOBAL; Secretaria de Defesa da Vida e Prevenção  da Violência de Nova Iguaçu-RJ; Asylum Research, Nova York (EUA); Agentes Multiplicadores Anti-Drogas de Nilópolis; Instituto Radar Social; Associação Grupo Rio Vida; Soluções Urbanas ONG e GRASSA – Representante da etnia cigana.

CERCONVIDH

fevereiro 13, 2007 às 5:17 am | Publicado em Noticias | Deixe um comentário

(05/02) A Ouvidoria da SEASDH firmou uma parceria com representantes do CERCONVIDH – Centro de Referência Contra Violência e Discriminação ao Homossexual  e do Disque Defesa Homossexual, que estavam ligados a Secretaria de Justiça. O acordo prevê a troca de informações e a participação dos grupos de defesa no sistema integrado de ouvidorias que está sendo proposto pela SEASDH. 

Ouvidorias de Duque de Caxias, Nova Iguaçu e Belford Roxo estarão conectadas a SEASDH

fevereiro 13, 2007 às 5:01 am | Publicado em Noticias | 2 Comentários

grafico3.gif

(02/02) Cerca de 70% dos atendimentos na SEASDH ou por telefone são oriundos de moradores da Baixada Fluminense. Esses Números levaram a Ouvidoria a propor às prefeituras da Baixada Fluminense um sistema integrado. No mês de fevereiro o Ouvidor Marco Fonseca visitou as Ouvidorias de Nilópolis, Nova Iguaçu e Belford Roxo e todas estão interessadas em participar de um sistema único. A Ouvidora da SEASDH já está analisando propostas de empresas e projetos de softwares de acompanhamento de denúncia.Até março será implantado um call center e um sistema com possibilidade de arquivar e compartilhar informações com outros órgãos públicos da área social.

Blog no WordPress.com.
Entries e comentários feeds.